Franguinho sem uso de óleo

O frango é uma das proteínas que solta líquido durante o processo de cozimento, este mesmo líquido que servirá para hidratar e refogar. Ao final do cozimento verás um caldo aparentemente com óleo, mas... não usamos óleo nenhum. E por que isso ocorre? Porque o frango desprenderá sua gordura natural, imagine então, se você adiciona óleo? Ficará uma comida com excesso de gordura. 
Ao final, quando  o prato do seu filho estiver montado, com os alimentos cozidos (veja AQUI como montar o prato da sua criança), você poderá adicionar azeite de oliva extra virgem (de preferência da garrafa escura).

INGREDIENTES:
Peito de frango
Alho
Cebola
Tomate
Coentro
Cebolinha
Hortelã
Molho de tomate caseiro e fortificado (use o que você tiver em casa)

COMO FAZER:
Amassar alho com hortelã e misturar ao frango, assim:

Logo em seguida, corte em cubos: Cebola, Tomate e picadinho: Coentro e Cebolinha

Para cortar, eu uso o cortador Nicer Plus que comprei no mercado livre, na época foi 27,00 e então postei no instagram @comidinhasdebebe, a procura foi tanta que o fornecedor já aumentou para 41,00 (postagem de 30/09/2016). Veja o link da compra AQUI.


Logo em seguida, misture todos os ingrediente na panela, não se preocupe com o óleo, conforme foi dito, o frango desprenderá líquido e óleo natural durante o processo de cozimento.

Quando o frango está perto de ficar pronto, adiciono o meu molho de tomate fortificado e por que coloco somente depois? Porque este molho, além do tomate, leva beterraba e cenoura previamente cozidas. 
Use o molho de tomate que desejar e misture aos ingredientes.


O cozimento será concluído de um frango super natureba, macio, cheiroso e livre de óleo, portanto, mega saudável! Nos siga no instagram: @comidinhasdebebe, facebook: Comidinhas de Bebê. 
Um mega beijo no coração e até a próxima!





Por Marina Bonelli - Nutricionista - O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?


Dando seguimento à nova série do Blog Comidinhas de Bebê, onde um profissional da área responderá às suas dúvidas. Desta vez a participação é da Nutricionista Marina Bonelli e a pergunta é: O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?

SOBRE MARINA BONELLI

Marina Bonelli
Nutricionista, especializada em Nutrição Materno Infanto-juvenil, coordena o Grupo de Estudos em Nutrição Infantil (GENI) e atua como Nutricionista Pediátrica no Hospital Martagão Gesteira, além de atender como personal diet baby, em domicílio. Escreve para blogs parceiros conteúdos de nutrição, alimentação saudável e nutrição materno infantil. Pode ser encontrada pelo instagram: @marina.bonelli, @geniped e e-mail: marinabonelli@yahoo.com.br

Telefone para consultas e entrevistas: (71) 991562522

DÚVIDA FREQUENTE NO BLOG COMIDINHAS DE BEBÊ

O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?

RESPOSTA DA NUTRICIONISTA MARINA BONELLI

Deve ser oferecido a partir do 6° mês, durante a introdução da alimentação complementar, com exceção aos bebês que tem história de alergia alimentar. Nesse caso, os pequenos devem ser avaliados e orientados individualmente.

Aos 6 meses existe um período de “janela imunológica” que é o período considerado ideal para a introdução dos alimentos alergênicos como o ovo.

Alguns estudos mostram quem a introdução tardia do ovo pode aumentar as chances do bebê desenvolver alergia a esse alimento. De acordo com a Sociedade brasileira de Pediatria (2012), se introduzido após o 9° mês, o risco aumenta em 1,5 vezes e se for após os 12 meses, a chance aumenta para 3 vezes.

Não há evidências na literatura que se introduzimos o ovo depois do primeiro ano de vida, o risco de desenvolver alergia no bebê irá diminuir.

O ovo é um excelente alimento por ser rico em proteína de alto valor biológico, colina, biotina, vitamina B12, taminas lipossolúveis (A, D, E e K), folato, riboflavina, selênio, ferro, cálcio, magnésio, sódio, fósforo, potássio, cloro, iodo, manganês, cobre e zinco. Além disso, pela praticidade e pelo baixo custo, tem sido a primeira escolha de muitas mãezinhas.

LEMBRETES: 

• Os benefícios do ovo estão na clara e na gema e ambas devem ser consumidas pelo bebê. 
• Lembre-se que o ovo deve ser oferecido bem cozido (nada de gema mole por conta do risco de Salmonelose), mexido ou na forma de omelete, bem picadinho.
• Não adicione sal na comidinha do bebê. Ele ainda não conhece os sabores doce e salgado. Só você!
• O ovo substitui a carne/frango/peixe na papinha ou na comidinha.

Marina, estou muito feliz pela sua contribuição, em especial porque acredito ter o coração do bem através do lindo trabalho que desempenha. Me identifiquei muito com você. Super obrigada pela sua contribuição.
Aproveitem para seguir a Marina através dos igs:@marina.bonelli@geniped e contatos mencionados acima.
www.instagram.com/geniped


Através do instagram @geniped você conhece um pouco deste belo trabalho ou basta clicar na imagem ao lado. 

GENI é um grupo especializado em alimentação e nutrição materno infanto-juvenil. Idealizado por 4 nutricionistas para atender as demandas de pessoas que desejam engravidar, mães, pais, adolescentes e profissionais da área de saúde que recebem muitas informações sobre o assunto, mas mesmo assim ainda tem dúvidas. O instagram @geniped foi criado para transmitir conhecimento e trocar experiências sobre a importância de uma alimentação consciente para a concepção de bebês saudáveis para que cresçam e se tornem adolescentes bem nutridos.



Gostam de tablet, mas não gostam de comer


Para aquelas crianças que adoram um celular/tablet 📲 e odeiam comer 👅💦: Vamos portanto usar os desenhos animados que versam sobre alimentação saudável para fazer eles comerem melhor, assim podemos unir o que eles mais👍 gostam 😀 (tablet) com o que eles menos 👎 gostam 😭 (comida saudável). Estou falando do canal do YouTube "Tati Tatu" um dos desenhos ocorre na aula de horticultura, posso dizer que no momento em que os colegas comem a alface eu dei uma folha inteira pra Bzão e ele comeu toda! O crocante da sonoplastia do desenho faz eles querem experimentar além de toda animação e motivação. Existem outros vídeos da Tati Tatu sobre temas diversos que vale a pena conferir, o da aula de horticultura está no link https://youtu.be/ALhv4sqbXMQ.
Sigam o Instagram 👍 da Tati Tatu em@tatitatuoficial
Uma ótima semana para todos 💞 com muitos desenhos educativos.

Cozinhando sem desperdício - Lisa Casali - Editora Alúde

Na minha terra me chamam de "canguinha", minha irmã me chama de "unha de fome", outros de "mão de vaca", bom... Eu sou realmente econômica e por isso sobra aquele dinheirinho que complementa em algo. Certo dia fiz uma pesquisa em 9 (NO-VE) farmácias aqui em Cuiabá e a diferença de preços são exorbitantes, economizei R$ 62,00 e então com esta grana extra Bzão poderá ir ao teatro da escola que custa R$30,00 e ainda com direito a pipoca! Eu economizo nos mínimos detalhes, especialmente no cozinha, aproveito cada talo, cada folha e descobrimos como Deus é divino, ele é bondoso em todos os momentos, cada caule, cada semente, cada casca tem seu perfeito objetivo. E ainda ficamos saudáveis, olha que combinação boa! Se você por exemplo descarta o caule da alface, saiba que ela é um antidepressivo. Eu sempre faço arroz com talos do espinafre também, uso tudo!
A dica para hoje é este maravilhoso livro que nos aproxima desta dinvidade, cozinhando sem desperdício da@lisacasali que é a idealizadora do@ecocucina que é outro complementar projeto maravilhoso. Pela capa, já entendemos o propósito. Tem receitas também!





Prato Sujo - Márcia Kedcuk - Super Interessante


As explicações são sensacionais, um dos melhores livros que já vi de verdade!
Por favor comecem a Introdução alimentar dos bebês sem açúcar! Após ler este livro fico com mais receio ainda. Os dados deste livro são alarmantes.
A indústria da comida se aproveita dessa nossa fraqueza neurológica para tornar seus produtos cada vez mais irresistíveis. E pagamos por isso com a nossa saúde. Neste livro você vai entender como realmente funciona a indústria e como ela faz para manipular nossa mente.


O que tem no prato do seu filho - Elaine de Pádua - Editora Alles Trade



A propósito o que tem no prato do seu filho? Ainda sobre as dicas de livros sobre alimentação saudável para nossos pequenos: super indico este! Considero completo e ainda tem receitas maravilhosas. Da nutricionista@elainednanutri. Editora #AllesTrade
Boa leitura!

Brincando com a comida - Vanessa Dualib - Editora Alaúde



Fui na Nobel e encontrei este engraçado livro de esculturas com alimentos da Vanessa Dualib, cuja editora@editoraalaude. De cara já gostei da introdução que conta sobre o bom humor e o objetivo que é nos fazer rir, e para mim o objetivo foi alcançado. Dizer que o Kinho (fruta) gosta de caipirinha e a narração de sua história é Hilária. É uma aventura poder trazer em forma de imagens divertidas frutas, legumes e verduras , contar as histórias enquanto que eles (filhos) entram no universo saudável de forma lúdica. Acho um bom presente a partir dos 7 anos e ótimo para contarmos as histórias para os menores. Bzão adorou Eggbert, um ovo super engraçado. Não é um livro de receitas, é um livro com esculturas e histórias através de uma mistura de fotografia, criatividade e humor. Muito trocadilho de palavras e muito bem escrito.

Os 7 segredos para criar filhos bons de garfo - Karen Le Billon - editora Alaúde



Karen Le Billon tem uma facilidade em passar o que sabe, encantador e indispensável este livro: Os 7 segredos para ter filho bom de garfo. Trilhões de conteúdos marcantes, mas posso dizer que a parte que me tocou foi a quantidade de comida que damos aos nossos filhos, às vezes achamos que nossos babies estão com fome e forçamos comer a comida toda, ficamos felizes quando deixam o prato limpo (alguém aí faz isso?) aprendi a conhecer a saciedade dele e a permitir/compreender os sinais de saciedade dele, sem forçar, sem reclamar. O livro faz diversas analogias às mães francesas que inclusive não toleram correr atrás de criança até que comam tudo, existe técnica para melhorar isto (o livro mostra várias técnicas que podemos usar e que funcionam). Acredite, várias coisas que fazemos no dia a dia, sem perceber, pode gerar transtorno alimentar futuramente! Ai... É tanta informação que este livro oferece que não caberá escrever aqui, explica como oferecer salada primeiro, um montão de receitas maravilhosas e jogos divertidos para crianças que odeiam comer. Da editora@editoraalaude.
PS.: Em respeito aos direitos autorais não vou descrever os jogos, mas posso dizer que o jogo da cenoura com olhar de raio X funcionou em 2 segundos, agora vc tem que comprar o seu amanhã mesmo!
Comprei na @livraria_Nobel_goiabeirasdo @goiabeirasshopping

Por Danielle Andrade - Nutricionista - Pode dar engrossantes para fazer o bebê dormir a noite toda?

Começa agora a nova série do Blog Comidinhas de Bebê, onde um profissional da área responderá às suas dúvidas. A primeira participação é da Nutricionista Danielle Andrade e a pergunta é: Pode dar engrossantes para fazer o bebê dormir a noite toda?

SOBRE DANIELLE ANDRADE

Nutricionista, especialista em Segurança Nutricional e Qualidade de Alimentos, especialista em Nutrição

Materno Infantil, adepta da Nutrição Comportamental e fundadora da ‘Meu Nutri – Nutrição Comportamental’, que tem como objetivo garantir o bem-estar, saúde e qualidade de vida através da mudança e inclusão de novos hábitos, promovendo assim uma alimentação saudável e equilibrada de crianças e adultos.
Adepta do parto humanizado, aleitamento materno prolongado, introdução alimentar participativa/BLW, cama compartilhada e maior vínculo materno, também acredita que lugar de criança é sim na cozinha, participando, ajudando, conhecendo e explorando os alimentos.
Trabalha com consultoria, assessoria, personal diet (atendimento a domicílio para cliente/paciente) e atendimento no consultório (região da Avenida Paulista e região da Lapa/SP), além de frequentemente atualizar as redes sociais (facebook.com/meunutri, @meunutri) e escrever para blogs parceiros conteúdos de nutrição, alimentação saudável, nutrição comportamental e nutrição materno infantil.
Contatos: danielle.andrade@meunutri.com/ (11) 99460-2168

DÚVIDA FREQUENTE NO BLOG COMIDINHAS DE BEBÊ

Pode dar engrossantes para fazer o bebê dormir a noite toda?

RESPOSTA DA NUTRICIONISTA DANIELLE ANDRADE

Sem sombra de dúvidas, sem nem pensar 2 vezes, a resposta é NÃO! Não devemos dar engrossantes aos bebês em nenhuma circunstância da vida, e explico melhor:
1º, nutricionalmente falando, os engrossantes são riquíssimos em açúcar, ingrediente não é recomendado até os 2 anos do bebê, porque:
*É considerado um alimento de caloria vazia (muita caloria e pouco, ou nenhum nutriente);
*Favorece o ganho de peso em excesso, podendo levar à uma obesidade infantil;
Danielle Andrade
*A obesidade, junto com os maus hábitos alimentares, pode desenvolver doenças antes tidas como de ‘adultos e idosos’ (diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo alguns tipos de cânceres);
*Pode causar cárie, pensando que se for na mamada da noite, menores são as chances de escovação dos dentes;
*Vicia o paladar da criança, a deixando mais seletiva e aceitando menos os outros tipos de alimento;
*Deixam a criança mais agitada, piorando seu sono e concentração no dia-a-dia.


Por outro lado, bebês acordam e choram por N motivos: dor, frauda suja, saudades, medo, vontade de estar junto, pesadelo...e não só porque estão com fome. Até porque sentir fome é algo perfeitamente normal e mostra que ele está sadio, que está se desenvolvendo de forma adequada, mas, pensando de forma mais humana, pensem que ele está há pouco tempo (tem criança que com 2 anos ainda acorda de noite e isso pode sim acontecer!) nesse mundo e tudo é novidade para ele...então, por mais que horas de sono sejam importantes, será que não devemos pensar no bem-estar dessa criança também?


Se você ainda amamenta, esqueça todo e qualquer complemento que possa ser oferecido, afinal, seu peito/colo/contato são muito mais saudáveis e confortantes para o bebê. Mas se você não amamenta mais, não se desespere, dê muito colo e atenção sempre que ele pedir/precisar e se precisar de uma ‘ajudinha’ na alimentação, faça melhores escolhas, como por exemplo: mingau de aveia sem açúcar, leite batido com frutas e aveia, leite com cacau 100%, leite com complemento natural ou frutas mais densas (manga, banana, abacate).


Bom, mãe, se mesmo sem te conhecer, puder te dar uma dica é: faça/mantenha a cama compartilhada! Isso é uma fase, logo vai passar e quando você menos esperar o bebê vai falar que quer dormir sozinho e não irá mais acordar durante a noite...e quando isso acontecer, comcerteza você irá sentir saudades dos momentos! ;)


E-book Meu Nutri
Dani, super obrigada pela sua contribuição, é sempre bom poder contar com nutricionistas e ainda com conceitos humanos que você tem. Adorei te conhecer! 
Aproveitem para seguir a Danielle Andrade através dos links: www.facebook.com/meunutri / www.instagram.com/meunutri e contatos mencionados acima.
Acessem o e-book produzido por esta grande profissional, através desde link  http://lp.meunutri.com/ebookinfantil3  ou basta clicar na imagem ao lado. Este material está super recheado de conteúdo, dentre eles: como lidar com as dificuldades com a alimentação do seu filho e sobre a nutrição comportamental.C

Panelinha - Rita Lobo - Editora Senac



Talvez seja considerado a Bíblia da gastronomia pela enorme quantidade de receitas, a@ritalobo testou todas no seu livro Panelinha (acho uma fofura este nome) da editora @editorasenacsp
Para o lanche da escola uso muito o bolo de milho da página 381, bolo de cenoura integral da pág 380 e tem as regras para bolo perfeito na pág 375, para um domingo especial adoro o nhoque de batata da página 303 (retire o sal a gosto no caso de cozinhar para bebês), mas o meu preferido é tirinhas de frango oriental com acelga e broto de feijão. Não é um livro especialmente para bebês, mas pode se tornar se vc retirar o sal e os embutidos das receitas, se vc pensar assim, este livro pode ser usado nas receitas para seu bebê, por exemplo estou aqui na pág 206 no "creme de espinafre" de todos os ingredientes da receita eu só retiraria o sal a gosto, com isso, podemos fazer deliciosos cremes para nossos babies usando este livro. A abóbora assada da pág 195 é uma boa pedida para família inteira. Eu acho a@Ritalobo uma Chef super iluminada, me ajuda bastante no dia a dia em especial porque adoro variar o cardápio da minha família. A Rita conta na pág 41 que os filhos adoram tomate! Que legal, fico feliz em saber disso. Eu queria compartilhar minhas dicas de leitura para que vocês possam variar o cardápio dos filhos e finalizo citando uma frase do Paulo Freire: a paixão por aprender de um aluno só pode ser despertada pela paixão de ensinar de um professor. A minha interpretação para esta frase do Paulo Freire é: Se não ha um pai ou uma mãe disposto a ensinar a comer bem, com certeza os filhos não aprenderam a comer bem. Um mega beijo no 💗 e até nossa próxima dica de leitura para melhorar a alimentação dos babies.

Por Natália D'Angelo - Nutricionista - Descobri que meu bebê tem alergia a ovo, quais as principais medidas a serem tomadas

Olha que participação maravilhosa aqui no Blog Comidinhas de Bebê: a Nutricionista Natália D'Angelo vai responder a seguinte questão dos seguidores: Descobri que meu bebê tem alergia a ovo, quais as principais medidas a serem tomadas.

SOBRE NATÁLIA D'ANGELO

Natália D'Angelo

Nutricionista Pediátrica Especialista em Alergia Alimentar, Alimentação Saudável e Aleitamento Materno. Telefone para consultas e entrevistas: (43) 33391617

QUESTÃO FREQUENTE NO BLOG COMIDINHAS DE BEBÊ

Descobri que meu bebê tem alergia a ovo, quais as principais medidas a serem tomadas.

RESPOSTA DA NUTRICIONISTA NATÁLIA D'ANGELO

A alergia alimentar é uma reação adversa a determinado alimento que envolve o sistema imunológico e pode se manifestar clinicamente de diversas maneiras, com sintomas que podem surgir na pele (manchas e urticárias na pele), sistema gastrointestinal (náusea, diarreia, dores de estômago) e respiratório (dificuldade para respirar).

Os principais alimentos responsáveis por alergias alimentares em crianças menores de 2 anos são o leite de vaca, a soja, o ovo e o trigo. No caso do ovo, ao observar qualquer reação anormal após a sua ingestão é importante procurar um médico alergista e realizar os testes alérgicos específicos para as proteínas presentes no ovo, verificar o grau de alergia e a possibilidade de alergia de outros alimentos. Estes testes serão utilizados como base para avaliar o melhor momento para realizar os testes de provocação oral, que nada mais é do que a tentativa de reintrodução do alimento em questão.

Em seguida, o tratamento consiste na retirada do ovo e seus derivados da alimentação e neste momento é essencial que você tenha o acompanhamento de uma nutricionista, preferencialmente pediátrica. O nutricionista irá orientar quis alimentos deverão ser retirados da dieta de seu filho, como os óbvios, clara e gema de ovo, e os não tão óbvios albumina, suspiro, marshmallow, maionese, merengue, macarrão com ovos, quindim, ovalbumina, globulina, entre outros.

Natália, sua contribuição enalteceu ainda mais nosso blog que tem a honra de ter sua participação.  O que acho super interessante é que a Natália além de ser uma grande nutricionista ainda posta receitas para pessoas com restrição alimentar no seu instagram: @nataliadangelo_nutripediatrica! (Clique AQUI  para conhecer seu perfil e aproveitem para seguir). Esperamos que volte mais vezes aqui para ajudar tantas famílias em sanar as principais dúvidas da sua linha de trabalho: Alergia alimentar, alimentação saudável e aleitamento materno

Para tirar mais dúvidas sobre alergias e receitas para pacientes com restrições alimentares, siga o Instagram @nataliadangelo_nutripediatrica . E pra quem mora em Londrina e região, agendar consultas no telefone (43) 33391617


Qual a quantidade de comida que meu bebê come

Muitas pessoas me perguntam qual a quantidade de comida que o Bzão come, eu penso assim: neste momento a principal preocupação deve ser a qualidade dos alimentos e não a quantidade. O meu bebê aos 10 meses comia 240 g que equivale a 10 colheres de sopa, já outro bebê pode comer menos e serem, ambos, altamente saudáveis.

O que eu sempre me atento são:  as medidas extraídas pelo pediatra através desta tabela que eu tentei editar destacando mediante os quadros, em borda preta (vide abaixo).

Se o pediatra marcou a relação peso x idade em algum ponto da cor verde quer dizer que seu filho está com desenvolvimento corporal normal, sendo a linha mediana (que divide a cor verde) retrata a média. Diante disto, quando o pediatra diz, "seu filho está com peso abaixo da média", não é para se assustar, ele quis dizer "abaixo da média, ainda dentro da faixa de normalidade".

Se a marcação está na cor Amarelinha, está um pouco abaixo do peso. Neste caso sim, a quantidade de alimento que seu bebê está comendo pode ser pouco ou o valor nutricional está baixo (dentre outras opções).

Se está na cor Vermelho refere-se a uma extrema atenção, o bebê está com baixo peso, logo o pediatra irá intervir para sanar esta situação.

Se está na cor Laranja está acima do peso, exige também uma intervenção, evitando desta forma problemas cardiovasculares e a obesidade.


Já o último quadro que eu destaquei acima, "Observe a linha de seu filho", quer dizer que se a linha sobe, quer dizer que ele segue crescendo, se está estável é perigo, ou seja, não há indícios de crescimento. Se está descendo, significa que é um grande perigo, logo a criança não deve perder peso, a não ser que estava na linha laranja, que representa obesidade e desceu para o verde que representa a normalidade.

Esta é a capa da caderneta de vacinação criada pelo governo federal e não pode ser perdida em hipótese alguma. Alguns postos de atendimento já tem alguns registro em sistemas de informação (Ufa! Uma conquista para mim, analista de sistemas!). A capa pode variar conforme o ano, a versão e o estado em que você mora.


Espero ter ajudado você de alguma forma! Deixe seu belo comentário e nos siga em nossas redes sociais.
Um mega beijo no coração e até a próxima.