Por Marina Bonelli - Nutricionista - O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?


Dando seguimento à nova série do Blog Comidinhas de Bebê, onde um profissional da área responderá às suas dúvidas. Desta vez a participação é da Nutricionista Marina Bonelli e a pergunta é: O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?

SOBRE MARINA BONELLI

Marina Bonelli
Nutricionista, especializada em Nutrição Materno Infanto-juvenil, coordena o Grupo de Estudos em Nutrição Infantil (GENI) e atua como Nutricionista Pediátrica no Hospital Martagão Gesteira, além de atender como personal diet baby, em domicílio. Escreve para blogs parceiros conteúdos de nutrição, alimentação saudável e nutrição materno infantil. Pode ser encontrada pelo instagram: @marina.bonelli, @geniped e e-mail: marinabonelli@yahoo.com.br

Telefone para consultas e entrevistas: (71) 991562522

DÚVIDA FREQUENTE NO BLOG COMIDINHAS DE BEBÊ

O ovo pode ser oferecido a partir de quantos meses?

RESPOSTA DA NUTRICIONISTA MARINA BONELLI

Deve ser oferecido a partir do 6° mês, durante a introdução da alimentação complementar, com exceção aos bebês que tem história de alergia alimentar. Nesse caso, os pequenos devem ser avaliados e orientados individualmente.

Aos 6 meses existe um período de “janela imunológica” que é o período considerado ideal para a introdução dos alimentos alergênicos como o ovo.

Alguns estudos mostram quem a introdução tardia do ovo pode aumentar as chances do bebê desenvolver alergia a esse alimento. De acordo com a Sociedade brasileira de Pediatria (2012), se introduzido após o 9° mês, o risco aumenta em 1,5 vezes e se for após os 12 meses, a chance aumenta para 3 vezes.

Não há evidências na literatura que se introduzimos o ovo depois do primeiro ano de vida, o risco de desenvolver alergia no bebê irá diminuir.

O ovo é um excelente alimento por ser rico em proteína de alto valor biológico, colina, biotina, vitamina B12, taminas lipossolúveis (A, D, E e K), folato, riboflavina, selênio, ferro, cálcio, magnésio, sódio, fósforo, potássio, cloro, iodo, manganês, cobre e zinco. Além disso, pela praticidade e pelo baixo custo, tem sido a primeira escolha de muitas mãezinhas.

LEMBRETES: 

• Os benefícios do ovo estão na clara e na gema e ambas devem ser consumidas pelo bebê. 
• Lembre-se que o ovo deve ser oferecido bem cozido (nada de gema mole por conta do risco de Salmonelose), mexido ou na forma de omelete, bem picadinho.
• Não adicione sal na comidinha do bebê. Ele ainda não conhece os sabores doce e salgado. Só você!
• O ovo substitui a carne/frango/peixe na papinha ou na comidinha.

Marina, estou muito feliz pela sua contribuição, em especial porque acredito ter o coração do bem através do lindo trabalho que desempenha. Me identifiquei muito com você. Super obrigada pela sua contribuição.
Aproveitem para seguir a Marina através dos igs:@marina.bonelli@geniped e contatos mencionados acima.
www.instagram.com/geniped


Através do instagram @geniped você conhece um pouco deste belo trabalho ou basta clicar na imagem ao lado. 

GENI é um grupo especializado em alimentação e nutrição materno infanto-juvenil. Idealizado por 4 nutricionistas para atender as demandas de pessoas que desejam engravidar, mães, pais, adolescentes e profissionais da área de saúde que recebem muitas informações sobre o assunto, mas mesmo assim ainda tem dúvidas. O instagram @geniped foi criado para transmitir conhecimento e trocar experiências sobre a importância de uma alimentação consciente para a concepção de bebês saudáveis para que cresçam e se tornem adolescentes bem nutridos.



Nenhum comentário: